quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Natal na Aldeia

É este o aspecto-nocturno do nosso edifício-sede em época natalícia.
Boas Festas a todos os passantes ou viajantes da blogosfera.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

É Natal



Neste tempo de Fraternidade e de Esperança, e apesar das dificuldades que se adivinham no próximo ano, desejamos a todos os cooperadores e visitantes deste espaço um Feliz Natal e um Bom Ano Novo - 2011.

As boas festas vos vimos dar
Haja alegria no vosso lar;
Que junto ao pão, na vossa mesa
Haja amor e a chama acesa.


terça-feira, 14 de dezembro de 2010

É Natal na Aldeia - 2

Esteve entre nós o coro 'Carpe Diem' sob a Direcção Artística do nosso amigo José Carita. O Coro encontra-se sedeado na Casa do Povo de Corroios e mostrou como os move o prazer de cantar em grupo, bem como o espírito de partilha de experiências musicais agradáveis e enriquecedoras.Ficam dois desses momentos para eternizar a sua passagem pela Aldeia.


domingo, 12 de dezembro de 2010

É Natal na Aldeia -1


Desde hoje Domingo que é Natal na Aldeia, pode assim dizer-se. Depois da inauguração de duas exposições - uma de presépios e outra de pintura- a actuação do coro Carpe Diem deliciou quantos estiveram presentes e muitos foram neste fim d etarde chuvoso.
Abaixo destacam-se alguns dos excepcionais presépios de Dulce Nunes, patentes na 'nossa galeria'.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Jantar e Cooperar

Mais um jantar cooperativo, o sexto da ´série'. E jantar assim é um excelente exemplo de cooperativismo vivo, activo e inovador.
Já em ambiência pré-natalícia , e de lareira acesa na noite fria, os aldeões presentes puderam deliciar-se com uma infinidade de 'entradas', 'saídas'...e como iguaria principal uma especilidade feita por mão italiana. Parabéns aos Francos. Ontem o trabalho foi muito e perfeito.
Como fazer aquela sobremesa aqui se dará a 'receita que a Lena prometeu desvendar...



segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Um S.Martinho bem festejado

Este ano o S. Martinho foi celebrado na Aldeia de uma forma diferente: como prato principal um porco(caseiro) no espeto, acompanhado com 'todos' e precedido de umas quantas e variadas iguarias. O Sr. Rodrigues não teve mãos a medir e o dito suíno estava uma maravilha, servido com anannaz no espeto, uma original raridade. Para além das castanhas, do vinho, agua-pé, geropiga e outras 'especialidades da casa, a centena de comensais presentes deliciou-se ainda com fados na voz da nossa convidada Sylvie e com a concertina do Vitor Reino que abrilhantou um longo serão de cantares de matriz portuguesa. Um 'quadro vivo de Malhôa'dava mais vida ao serão, que foi em cheio e do qual os documentos a seguir falam por si...




domingo, 24 de outubro de 2010

De Almourol à Barquinha e uma ida ao Perninha

A 'Aldeia' ontem despertou mais cedo; após hora e meia de autocarro já todos estavam a postos para mais uma caminhada. Almourol e o seu ex-libris viu-nos partir por montes e vales, sempre com o Tejo à vista, e uma paisagem deslumbrante sobre a margem esquerda do rio; palmeámos os quase 9 km até outro ex-libris, uma obra emblemática da 'nova Barquinha', o Parque urbano galardoado em 2007 com um 1º prémio-paisagístico, e que a todos encantou e refrescou.
Depois...bem depois na pequena aldeia da Peralva(Tomar) o Perninha saciou-nos, mais uma vez, com o seu prato ímpar e único: bacalhau com batatas a murro, bem acompanhado e regado no 'antes' e no 'depois', como ontem já aqui se documentou.

sábado, 23 de outubro de 2010

O Perninha ...hoje

Após longos 8234 metros, chegámos a este momento único de gastronomia local e bem portuguesa...Amanhã há mais.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

caminhar é preciso



...aqui, junto do castelo de Almourol iniciará a 'Aldeia' mais uma das suas caminhadas, sábado pela manhã...a Barquinha é já ali, após calcorrear oito km sempre com o Tejo à vista.
Depois...bem, depois vamos ao Perninha, que é como quem diz ao bacalhau da Peralva

sábado, 2 de outubro de 2010

Era uma vez uma azinheira...

É o título escolhido para as duas fotografias abaixo: uma das nossas espécies raras e protegidas(!), uma azinheira, morreu às mãos de alguém sem escrúpulos que em propriedade alheia, e dentro da Aldeia, a machado, a assassinou pela calada da noite.


segunda-feira, 27 de setembro de 2010

5º Jantar Cooperativo

Sábado passado, dia 25, dia 'da fotogafia de família', teve lugar mais um dos inesquecíveis jantares cooperativos: este com mais logistica, mais comensais...e sabores que não esqueceremos.
O 'slide' mostra como foi: muito bom, muita diversidade, muita guloseima à sobremesa e a certeza de que vem a seguir um 'jantar cooperativo' de marca italiana,já em Novembro.
(clicar na X para tirar os pets)

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

12 horas a nadar

Com o ritual habitual cumpriu-se a tradição da Aldeia: nadar, nadar, nadar ...(e mergulhar como se viu!) durante 12 horas e culminar com um 'jantarinho' grelhado e bem regado. O evento foi assinalado com a
oferta de 'uma touca' de piscina, aos participantes


quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Baptismos de Mergulho - em fim de festa

Foram muitas horas a nadar, sem dar aso a paragens ou reabastecimentos. Vinham aí os baptismos de mergulho, com que terminava a 'festa na água' fase esta orientada superiormente pelo Paulo Franco; e tantos foram os baptizados, cerca de vinte que saborearam e bem as delícias de um 'mergulho'; viria a seguir o repasto habitual com grelhados e complementos...Documentados também no post seguinte.(para ver bem o 'slide' clicar na X, para os pets sairem)


sexta-feira, 10 de setembro de 2010

12 horas a nadar...a ver...

...ou mesmo a comer e a beber. É já amanhã.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Agosto na Aldeia

A Aldeia a banhos saboreando o bom tempo e preparando as '12 Horas a Nadar'...

terça-feira, 29 de junho de 2010

II Grande prémio AldeiaLar

26 de junho foi a data de mais um evento que fica na memória de todos os que puderam estar presentes; a brincadeira não sai barata...mas é uma experiência única, diferente, divertida, marcante: o 2º GP da Aldeia em Karting.
Em Palmela como no ano passado e com grande êxito. A ver pelo 'take',no momento comandava a corrida a 'Direcção'...




terça-feira, 15 de junho de 2010

Tãnia Franco

A Tânia é 'aldeã' e expôs na nossa galeria conforme documento que foi possível recuperar e que se mostra. Aguarelas de fino sentir com temática diversa, e tons 'alentejanos'.A familia em festa gostou e a Aldeia também.


quarta-feira, 2 de junho de 2010

Serão 'coimbrão'

O grupo etnográfico da Associação Académica de Coimbra esteve entre nós na noite do último sábado. Depois de um jantar bem 'grelhado'e 'bem bebido', o rancho da academia animou a noite na Aldeia, dançando e mostrando a 'música de Coimbra e arredores'.
Batia a meia-noite quando a 'serenata ao luar', com a lua por perto, culminou mais um agradável serão, muito participado e bem diferente dos até agora realizados.



quarta-feira, 26 de maio de 2010

Jantar cooperativo - IV


(clicar sobre o texto)

sábado, 24 de abril de 2010

Conversas na Aldeia (4)

A Energia e os cidadãos foi o tema do nosso último serão à conversa com o querido amigo, sócio e residente Fernando Josué.
Raras vezes 'as conversas' foram tão participadas como esta última de 6ªfeira: o tema era apelativo e actual, como que dando continuidade à anterior 'conversa' com o Prof. Filipe Santos .
Com excelente trabalho de pesquisa, apoiado em exímia apresentação PPS, os presentes puderam ver, ouvir e pensar quão importante a energia foi no passado no presente, e será no futuro ...; perspectivar esse futuro colectivo com ela foi uma das preocupações do F.Josué... A lição foi excelente e a reflexão-mensagem para todos, não menos.



segunda-feira, 29 de março de 2010

Mais um jantar... (III)

...jantar cooperativo, o mesmo é dizer mais uma 'surpresa absoluta' para quem esteve presente neste 3º encontro gastronómico confeccionado e servido na 'aldeia'. E as surpresas foram tantas! Os aldeões gostaram e saborearam da primeira à última iguaria; para memória futura se guardam estes dois documentos fotográficos que dizem tudo sobre os dotes dos 'Sousa Prereira e 'Josué'...Atenção que o jantar não era só fruta!




quarta-feira, 17 de março de 2010

Alterações Climáticas- Conversas na Aldeia

No dia 12 de Março, tivemos mais uma edição das nossas Conversas na Aldeia. Desta feita com a presença do Professor Doutor Filipe Duarte Santos, sobre um tema da máxima actualidade: as alterações climáticas. Sócios, familiares e amigos compareceram em grande número, para ouvir e questionar o nosso convidado, cuja apresentação esteve a cargo do cooperador José Campos.
Ampla e rigorosamente documentados, os pontos de vista do Doutor Filipe Santos foram seguidos com atenção, tendo motivado questões por parte dos presentes. Foi uma noite rica de informação sobre um tema que a todos, reconhecidamente, inquieta.
Constituiu um privilégio, para os que acorreram ao serão do dia 12 de Março no Colectivo, ter acesso a dados de investigação do Projecto SIAM (“Climate Change in Portugal. Scenarios, Impacts and Adaptation Measures”, que o Doutor Filipe Santos coordena.
Não há dúvida que as Conversas na Aldeia estão a ser um êxito, para o qual o Professor Filipe Duarte Santos muito contribuiu.
Escusado noticiar ainda o convívio que se seguiu ao tratamento do tema, que é, de facto, um hábito agradável, que vem reforçando os laços entre os que habitam na Aldeia-Lar.


sábado, 27 de fevereiro de 2010

Jantar cooperativo (2)

Mais um êxito este segundo jantar cooperativo, assim foi baptizado pelos seus mentores/criadores. A noite de 27 de Fevereiro ficará na memória dos presentes por uma série de detalhes que a todos os aldeões satisfizeram: as especiarias, os aromas, incensos, o caril de marisco saboroso, os doces e outras originalidades a condizer com o menu titulado de 'Com cheirinhos a especiarias...': enquanto a chuva ia caindo lá fora,em fundo Fausto dava o mote musical para mais uma noite de convívio na Aldeia.
Com 'o documento abaixo' mostramos um pouco desta jornada gastronómica, que fará crescer água na boca de quem não pôde estar presente.
Dos preparativos à ambiência, das iguarias ao animado convívio, tudo foi a preceito.
'Nova jornada cooperativa', a terceira, ficou já agendada para finais de Março, com a 'comissão de cozinheiros residentes',devidamente eleita. A não perder.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Conversas na Aldeia (3)


Uma ideia feliz as Conversas na Aldeia... Já vamos na terceira conversa e permanece o estado de graça relativamente a esta inciativa. Manuel Sérgio, Vítor Reino e Alexandre Flores. Meritório o seu trabalho, simpática a atmosfera que souberam criar, um contributo forte para a coesão da nossa comunidade cooperativa. Estamos mais ricos com a presença dos nossos convidados e a participação dos sócios nestes serões de cultura e convívio.
A terceira conversa contou com a prestimosa colaboração do Dr. Alexandre Flores, Director do Arquivo Municipal de Almada. O cooperador Álvaro Sendas soube encontrar as palavras justas para apresentar o animador do serão, que teve a presença interessada de muitos sócios, familiares e amigos.
Centrando a sua dissertação sobre Almada na época da expansão, o Dr. Alexandre Flores trouxe informação variada e interessante, que prendeu a atenção dos presentes e motivou várias questões que tiveram da parte do nosso convidado respostas ennriquecedoras dos nossos conhecimentos. Uma coisa ressalta do muito que passou das palavras do Dr. Alexandre Flores: é que ele soube transmitir a paixão pela investigação, pela descoberta, norteadas pela ética do investigador. Melhor não poderia ser esta nossa conversa do passado dia 29 de Janeiro.
Para remate do serão, não foi a cereja no bolo, a vela que apagámos para cantar os parabéns à nossa Aldeia-Lar.
Em Março, há mais uma Conversa na Aldeia. Esperamos que prossiga, então, o êxito que vem conseguindo esta iniciativa. Será altura de virarmos as nossas atenções para as problemáticas do clima. Até lá!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Um jantar cooperativo!

Sempre a inovar: por iniciativa de quatro cooperadores (dois casais residentes) realizou-se no passado sábado o primeiro de um ciclo, que desejamos longo de Jantares Cooperativos; serão mensais e os 'dinamizadores-cozinheiros' serão mandatados em cada um dos jantares-convívio, para organizar o momento gastronómico seguinte...
Este primeiro evento teve lugar na nossa Sede Social mas caberá sempre aos organizadores a decisão sobre o local, as ementas e eventuais momentos de animação, dividindo-se por cada participante os custos da iniciativa. Fórmula aparentemente complexa mas simples na prática; a idéia foi bem 'trabalhada', bem acolhida e aprovadíssima.
Aqui se mostram alguns 'takes' do ínicio...pois seria impossível documentar a 'longa ementa-programa'.







segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Cumprindo a Tradição…

Como vem sendo hábito mais uma vez a Aldeia voltou a “Cantar as Janeiras”, este ano, a 9 de Janeiro. Ao cair da noite, o Constantino preparava o fogareiro e a salamandra radiava tons de fogo dando calor à sala onde alguns aldeãos se iam juntando para aquecer as vozes e afinar os instrumentos musicais. Com a chegada dos mestres, Victor e Rita Reino deu-se início aos ensaios. Com a concertina, o bandolim, a pandeireta, o bombo, os chocalhos, as treclas, os ferrinhos… aquecidos e as vozes afinadas, um grupo de quinze aldeãos, iniciou o ‘Canto’ ao cimo da rua Mestre Rodrigo. A noite fria, mas aprazível criava o ambiente adequado às Janeiras. A lanterna bem no centro do grupo, iluminava de forma suave os cestos e alcofas ainda vazios. Cantando

Boas Festas, Boas Festas
Boas Festas vimos dar
Venham-nos dar as Janeiras
Se nos as quiserem dar

Estas casas não são casas
Estas casas são casinhas
Tantos anos viva o dono
Como ela tem de pedrinhas


Os janeireiros iam cantando e batendo de porta em porta a todos desejando um Bom Ano e convidando-os a juntarem-se ao grupo. As ofertas, essencialmente vinhos e fumados, iam enchendo os cestos que os “carregadores” tinham cada vez mais dificuldade em transportar.
O grupo ia engrossando e após percorrer as duas ruas já reunia cerca de quatro dezenas de aldeãos. A sala do 'colectivo' acolheu os janeireiros. Mesas postas com as febras, queijos e parte das dádivas recolhidas deram continuidade ao convívio. A música ao vivo e a boa disposição dos presentes aqueceram o ambiente que saltando e dançando animaram a festa. Estas foram sem dúvida as Janeiras mais alegres, calorosas, e participadas que se realizaram até hoje, na Aldeia-Lar.
Também AQUI se dá conta deste evento que tanto empolgou a Aldeia.(F.Josué)